Caixa Econômica divulga cronograma de saques do FGTS

Em coletiva à imprensa realizada hoje (5), a Caixa Econômica Federal apresenta as regras para saques das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e também de cotas do PIS.

Os nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril vão poder retirar o dinheiro a partir do dia 13 de setembro. Os nascidos em maio, junho, julho e agosto, poderão sacar parte do saldo a partir do dia 27 de setembro. Quem nasceu nos meses setembro, outubro, novembro e dezembro poderá sacar o valor a partir do dia 9 de outubro.

E para quem não tem conta poupança na Caixa, o calendário de liberação dos R$ 500 reais será diferente. Nesse caso, os primeiros a receber são os trabalhadores nascidos em janeiro. O valor será liberado no dia 19 de outubro. O calendário segue nos meses seguintes, de acordo com o mês de nascimento. Os últimos a receber, sem conta poupança na Caixa, serão os nascidos em dezembro, que poderão sacar o valor a partir de 6 de março de 2020

Conforme a Medida Provisória nº 889, as liberações relacionadas ao FGTS ocorrerão de setembro deste ano a março de 2020. Os trabalhadores poderão retirar até R$ 500 por conta. A expectativa do Ministério da Economia é alcançar 96 milhões de trabalhadores e injetar R$ 30 bilhões na economia.

Além do saque imediato, a MP 889 traz a modalidade do saque aniversário que prevê, a partir de 2020, a possibilidade de o trabalhador retirar, anualmente, um percentual de seu saldo no FGTS. A previsão é de que o saque aniversário dê aos trabalhadores acesso a R$ 12 bilhões.

A liberação dos saques depende, no entanto, da adesão individual do trabalhador. As duas modalidades de saque criadas pela MP somam R$ 42 bilhões para serem liberados em 16 meses (quatro de 2019 e doze de 2020).

Em relação aos cotistas do Fundo do PIS/Pasep, que atendia a trabalhadores com carteira assinada antes da Constituição de 1988, o governo pretende permitir o saque de R$ 2 bilhões, de um estoque total de R$ 23 bilhões.

 

Fonte: Agencia Brasil